joaquim-barbosa-repudio-a-lula

O diplomata Sílvio Albuquerque Silva disse, durante entrevista, que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, recebeu diversas ameaças por telefone. “Havia ameaças de morte, com telefonemas para o gabinete e a casa dele, com frases covardes como: ‘Sua hora está chegando’”, relatou. Segundo Silva, chefe de gabinete da presidência do STF, Barbosa “não aguentava mais”. “Ele chegou ao seu limite. Cansaço físico e consciência do dever cumprido. Duro e triste o dia de hoje. Mas sinto-o aliviado pela decisão”, disse o diplomata à coluna Tempo Presente.