Fachada_Ministério_Público

O programa Fantástico, da Rede Globo, exibiu no último domingo uma reportagem especial que denunciava a máfia das notas fiscais frias na Assembleia Legislativa do Amapá. Até compra de ração para cachorro são listadas nas despesas parlamentares.O esquema, que é investigado pelo Ministério Público, causou o bloqueio de bens de 21 dos 24 deputados da Casa,  as despesas dos outros três ainda estão sendo apuradas pelo MP.

Parte da investigação só pôde ser concluída porque a Assembleia do Amapá divulga em seu site toda uma relação detalhada de dados de transparência algo que, não ocorre em todos os estados.

O deputado Agnaldo Balieiro, único parlamentar que aceitou falar ao Fantástico, depois de engasgar perante uma nota “gelada” apresentada pelo repórter, disse uma frase interessante: “Eu queria que você pensasse muito, Marcos, porque uma matéria dessas pode acabar com a gente, né cara?”.

Entrevistada, a procuradora-geral de Justiça do Amapá, Ivan Cei, comentou: “É um estado pobre e a gente vê uma verdadeira festa com o dinheiro público”.