prefeito_vereda_adalberto_nonato

O ex-prefeito de Vereda, Adalberto Rocha Nonato, foi multado pelo Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quarta-feira (28/05), em função do pagamento excessivo de diárias, durante o exercício financeiro de 2012. Os técnicos da 15ª Inspetoria Regional de Controle Externo do TCM identificaram que o gestor à época, com a justificativa de viagens com foco no interesse público do município, pagou em proveito próprio, de janeiro a dezembro, o exagerado montante de R$ 37.400,00 em diárias.

Os valores da diária, R$ 400,00 para viagens dentro do estado e de R$ 600,00 para localidades em outros estados, são maiores até mesmo aos pagos ao governador baiano (R$ 323,00 e R$ 404,00, respectivamente), em suas viagens. Além disso, o gasto revela que o ex-prefeito, para engordar seus rendimentos, ficou longe de Vereda por 93 dias, ou seja, 25% dos dias do ano.

Chamado para prestar seus esclarecimentos, o ex-prefeito informou que o valor gasto cobriu os deslocamentos realizados para os municípios do Salvador e Brasília, visando a liberação de recursos do convênio 164/2010, além de firmar também contratos de repasse financeiro com os ministérios do Esporte e do Turismo. Os argumentos de Adalberto Nonato não convenceram os conselheiros por não justificar o valor exorbitante da diária e do montante com que o ex-prefeito complementou o seu salário.

O conselheiro relator Fernando Vita, em função das irregularidades encontradas, aplicou ao gestor multa de R$ 15 mil, além de determinar medidas urgentes para a razoabilidade nos gastos com diárias. Cabe recurso da decisão.