O prefeito da cidade de Itapebi, Francisco Antônio de Brito, que ressarcir R$ 108.243,45 aos cofres públicos com seus recursos pessoais. O Tribunal de Contas do Município (TCM) rejeitou as contas do prefeito, referentes ao exercício de 2013 nesta quinta-feira. Francisco terá que pagar também as multas e juros por atraso no cumprimento de obrigações – no valor de R$ 90.258,13, e falta de comprovação de despesa. Segundo os conselheiros do TCM, Francisco não teria investido os recursos necessários para a manutenção e desenvolvimento do ensino, aplicando somente 16,76% dos recursos, quando o mínimo exigido é de 25%. Uma terceira multa também foi aplicada, no valor de R$ 5 mil. A despesa total com o pessoal também teria ultrapassado o limite de 54% definido na Lei de Responsabilidade Fiscal.