marina-silva-divulg

A ex-senadora Marina Silva voltou  a criticar o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Em encontro com a juventude do Rede Sustentabilidade na sexta-feira (16), a pré-candidata a vice na chapa PSB/Rede ressaltou que o tucano é diferente de Eduardo Campos (PSB), apesar das suas tentativas de se mostrar semelhante.

“Quando alguém fica muito preocupado de dizer que é semelhante é porque sabe que é diferente”, disse.

No encontro, a pré-candidata ressaltou que é importante que haja uma diversidade de propostas na campanha eleitoral. “Em uma eleição em dois turnos, ninguém pode tratar nenhuma das candidaturas como linha auxiliar da sua”, disse.

Perguntada sobre o tema da campanha de rádio e televisão do Partido dos Trabalhadores, que passou a ser veiculada nesta semana e apresenta o discurso do medo para enfraquecer os candidatos oposicionistas, Marina disse que é evidente a insatisfação da população com o atual governo e considerou “um desserviço trazer algo ainda mais negativo, que é o medo”.

Ela lembrou que a estratégia já foi usada no passado contra o próprio PT, antes de Lula se tornar presidente. Depois da vitória em 2002, Lula usou a frase “a esperança venceu o medo”.

“Eu não acredito que a esperança possa vencer o medo novamente, porque a esperança já venceu o medo. Convencemos as pessoas de que aquilo que é conquistado não é um favor, é um direito”, disse.

Exame.com