geddel-vieira-lima-aecio-neves-transparencia-politica

Pré-candidato ao governo da Bahia, o peemedebista Geddel Vieira Lima disse nesta quinta-feira (20) que havia alertado o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT), sobre o seu futuro como aliado do governador Jaques Wagner (PT). Amigo e aliado de Wagner, Nilo perdeu para o deputado federal João Leão (PP) a disputa para ser candidato a vice na chapa do governo, encabeçada pelo secretário da Casa Civil, Rui Costa. “Talvez agora o Presidente Marcelo Nilo se lembre o que dizia a ele desde 2009 sobre Wagner. Ele está conhecendo o Wagner que eu conheci”, escreveu o peemedebista em seu perfil no Twitter. Geddel e Wagner romperam uma aliança política em 2009. No ano seguinte, o presidente do PMDB baiano disputou eleição para o governo, na qual o petista acabou reeleito. Em entrevista nesta quinta ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo FM, Nilo demonstrou sua mágoa em relação ao chefe do Executivo baiano e chegou a dizer que tinha perdido a “admiração política” por Wagner. “Aproximação política, novamente, acho bem difícil”, avaliou, durante o desabafo. Após um encontro com o pedetista nesta quarta (19), o governador disse que Nilo não havia sinalizado nenhuma possibilidade de ruptura ou apoio à oposição.

Fonte: Bahia Notícias