page

A pesquisa realizada pela Datafolha aponta que o único cenário, entre todos os pesquisados, que provocaria segundo turno nas eleições presidenciais de 2014, seria com a presença de Joaquim Barbosa e Marina Silva encabeçando a disputa. Para que isso ocorra, Marina Silva teria que assumir o lugar de Eduardo Campos, no PSB, e Joaquim Barbosa deveria filia-se a um partido e lançar a candidatura, renunciando à toga após sua provável derrota no embate dos embargos infringentes no STF.

Os dados colhidos designa, a presidenta Dilma Rousseff tem 40% das intenções de voto, contra 17% de Marina a, 14% de Joaquim Barbosa e 12% de Aécio. Somados, os adversários chegariam a 43%, três pontos acima da presidente. Seria ainda uma situação de empate técnico, mas a única capaz de produzir um segundo turno.

Porém, esta disputa, parece improvável. Apesar de todo um clamor social, principalmente nas redes sócias, o Ministro afirmou em nota, que não será candidato à presidência da República, entretanto deixou o espaço aberto para uma possível candidatura a outro cargo, comenta-se ao Senado Carioca. Além disso, nas próximas semanas, Marina deverá ser anunciada de fato como vice na chapa de Campos.

No cenário mais provável, Dilma vence com extrema facilidade. Teria 47% das intenções de voto, contra 17% de Aécio Neves e 12% de Eduardo Campos.

Por: Felipe Brito